Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Inocência furtada


Inocentes crianças
As que foram levadas ,
Raptadas pelo mundo do crime
Que as maltrata e oprime .
Aí , descobriram as suas semelhanças ,
Uma vez que foram todas abusadas
Em nome do prazer
Daquele homem que quer reter
No seu ego
A insípida vontade de perverter ,
Qualquer cabecinha desprotegida
Que não se possa defender !

Num envelope lacrado ,
As assinaturas anónimas dos autores
Que foram chamados a depor
Pelo poder judicial .
Presentes a tribunal
Foi-lhes atribuída a coacção
De prisão preventiva ,
Mas não é efectiva
Essa decisão .

Os media fazem a divulgação
Pormenorizada dos acontecimentos ,
Procurando decifrar
Os servos do diabo ,
Mas , ao fim e ao cabo
Há sempre nomes a acrescentar
Provenientes de vários cargos
Com a intenção de furtar
A pura inocência .
Dias amargos irão passar ,
Implorando clemência
À justiça que os vai condenar
Ao ler sua sentença !

Os ponteiros do relógio
Estão em espera prolongada ,
O que não é lógico
Tendo em conta uma criança apavorada
Que revive a acção premeditada
Inúmeras vezes , no seu inconsciente .

A justiça será competente
Quando fizer cumprir
O direito de agir
No menor tempo possível ,
Para que seja reconhecível
A ordem de punir !

Na mente da inocência
Vê-se o mesmo filme com frequência :
A justiça é tardia
E espera-se o dia
Em que assumirá a sua competência !?
artescrita
Enviado por artescrita em 27/01/2006
Código do texto: T104652
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
artescrita
Portugal, 33 anos
107 textos (4742 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 09:46)