Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Fuga afogada


Pinguço
Pedreiro
Pé de pilão
Divertido trambiqueiro
Voz de trovão


Quando chamava “Ô perereca”!
Lá ia fugindo sapeca
Dos “contra vapores” do “Bochecha”

Uma fera com as molecadas
Que aprontava perereca

Enfiava-se em qualquer canto
Pra se esconder da bronca paterna

Perereca pulou na laje
E um vizinho assobiou
Avisando que viu uma perna

Bochecha salvou perereca
Que afundou na caixa d’água
De três litros ou cisterna

E já sem ar e  palavras
Esperneava quase afogada
Levando a vida da breca
Naquela semana não teve mais badernas.


P.S. Lá não tinha nem uma Vitória-régia.
Perereca
Enviado por Perereca em 27/06/2005
Código do texto: T28392
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Perereca
Recife - Pernambuco - Brasil
68 textos (14176 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 02:39)