Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Quantas vezes..."

Quantas vezes fui ao mar...

Quantas vezes te busquei..

Resolvi não mais te esperar

E por fim, despertei.

 

Outrora o silêncio das noites

Tinha pra mim som de cantiga

Bastava olhar para o céu

Pra sentir tua mão amiga

 

Hoje já me fiz descrente

 Esquecer e seguir em frente

Deixar a mágoa doída,

Sair pra viver a vida!

 

Não mais teus olhos serenos

Não mais teu calor em mim

Não tenho mais tempo a perder

Preciso cuidar de mim!

 

Caso um dia resolvas voltar,

Não ousas me procurar

Pois de nada vai adiantar

Tuas histórias a mim vir contar

 

Quantas vezes fui ao Mar...

Quantas vezes te busquei...

Tantas vezes fui  lá chorar.

Quantos dias te esperei...

 

Sinceramente e de coração

Meu amor por ti, ainda existe

Mas sei que nehuma paixão

A tanta ingratidão resiste

 

Seguirei o meu caminho

Seguirei a minha estrela

Nela construirei novo ninho

E serei feliz com certeza

 

De uma coisa já estou certa

De pouco valeu a pena

Ficou apenas a lembrança

Do meu amor de pequena

 

Muitos anos se passaram

Do meu tempo de menina

Doces recordações ficaram

Do soldado e da bailarina

 

Lavo meu rosto no mar

Água salgada combina

Com as  lágrimas derramadas

Finalizando esta rima

 

Hoje eu voltei para o Mar

Lembrei com o coração partido

Que um dia pude jurar

Que um anjo havia caído

 

Quantas vezes fui ao Mar...

Foram tantas que nem sei

Hoje eu venho ver o mar

Só que agora, Acordei!

 

Eliana Braga

Gaivot@

23:23 hs

Cps/SP

Gaivota
Enviado por Gaivota em 19/02/2006
Reeditado em 03/03/2006
Código do texto: T113669
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gaivota
Campinas - São Paulo - Brasil
115 textos (4906 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:13)
Gaivota