Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

                                         


                                            N E I D E

Lembranças, quantas,

tantas...

do pimeiro beijo,

lindo, inocente

no escurinho do cinema,

juras de amor eterno,

minha mão em tua mão,

abraços, ternos...

Tínhamos: tu doze e eu quinze anos,

Deus como eramos lindos !

Um dia, fostes embora pro Paraná,

talvez nunca, nunca mais voltar...

Tive notícias, recentes.

te fostes repentinamente,

terrível acidente...

Querida, tu, e teus dois filhinhos,

pra sempre...sempre...

nunca, não te verei jamais.

Me resta só a doce lembrança,

de tua meiga imagem,

um  flash-back do passado,

vivido, amado...

guardado no coração,

com muita emoção amor,

infante e singela paixão.

És ainda a linda flor,

que jamais morreu.

Só as saudades, a sós...

SÓ...EU !


Maurélio Machado
Enviado por Maurélio Machado em 12/04/2006
Código do texto: T137873
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Maurélio Machado
São Bento do Sul - Santa Catarina - Brasil
7707 textos (1651551 leituras)
2 áudios (1128 audições)
88 e-livros (6116 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 12:30)
Maurélio Machado