Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VELHA PAINEIRA

Um dia, pensamento vagando, buscando espaços, lembrei:-
Velha paineira, de tantos encantos, muitos sorrisos, pensamentos além,
Testemunha viva de confidências, juras de amor, trocas gostosas,
Será que está lá, ainda soberba, forte, balançando ao vento,
Com sombra generosa, acolhedora, abrigando também os pássaros?

Busquei-a então, olhando perdido, será que está aqui ou então lá?
Não, um pulsar, quase um susto, o seu lugar está lá vago.
Cortaram seu cerne, abateram seu tronco antes tão soberbo.
E triste, pensativo, virei de costas, quis conferir meu engano.
Era verdade, o seu espaço já não existia, coberto por ervas daninhas.

Restou-me lembranças, generosas, de duas pessoas que te buscavam sempre,
Contemplativas, olhares perdidos em busca de horizontes amplos,
E que numa fuga, num relance, trocavam olhares  ternos, apaixonados,
Que nunca se desmanchavam, pois tinham lances tão meigos que muito marcaram,
E as juras de amor, confidencias trocadas, iam além, que os ventos levavam.

Sem destino, quem sabe tocando as nuvens ou mesmo na rota dos pássaros,
Derramavam fluidos generosos em todos os cantos, sem desprezar ninguém,
Mesmo os incautos que não sabiam amar pelas amarguras sofridas,
Recebiam sutilezas que os sentidos vagos captavam,
Pois o amor tem dimensões amplas, ocupando todos os horizontes.

Pois é, velha paineira, lembras quais os personagens que te buscavam sempre?
Víamos a imensidão de seu tamanho e sempre te achamos criança,
Pela sua meiguice, o seu sussuro, a brisa que batia suave em nossos rostos,
E fazia-nos feliz, o mundo só nosso, só você e os pássaros como testemunhas?
Fomos nós, Jairo e Ondina que te amamos com a maior das amplitudes.






Jairo Valio
Enviado por Jairo Valio em 02/05/2006
Código do texto: T149237

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jairo Valio
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 82 anos
518 textos (40393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 11:57)
Jairo Valio