Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MENINA !

E um dia...

Quando do teu nós fizer-se um eu

Quando do calor de amores fizer-se fria a solidão

Faças-te andante nas lembranças, avante nos anseios

E de heroína outrora a vencedora próspera.

Reme contra a maré se há vento forte

Faças das lágrimas um lindo lago e dos soluços risos

Faças do sofrer alento de homem forte e sempre.

E aquele que outrora fê-la Grã-Deusa

Hoje não é digno sequer de seu servo ser

Ofereça-lhe flores em agradecimento ao passado

E do passado faças largada ao futuro breve.

Vá...

Dê-te as mãos e alguém as tomará

A solidão dos fortes é conquista em vista

Veja o teu próprio brilho e dele faças clarão

Aí sim verá que alguém à frente contigo quer ter.

Às vezes quando nos olhos brilho não há

A falta de alegria não quer dizer de vida

Como de tantas coisas a falta é conseqüência

Como em tantas coisas a falta é superável.

Mas se ainda assim...

Tudo é contínua e demasiadamente imensidão

Imenso e gostoso é o bem-estar do aqui

Imensa é a participação contigo da valsa da vida

a homens dançantes que querem feliz ter.

Porém, faças do passado saudades

Muleta para reerguer-se em frente

E alento para não mais fraquejar.

Passado é chicletes pros fracos

É base sólida de derrota outrora.

Ah!...

Em quantas batalhas vencedora.

 
Arnaldo Jr.
www.geicities.com/arnaldoxavier
Arnaldo Xavier Junior
Enviado por Arnaldo Xavier Junior em 02/05/2006
Código do texto: T149284
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Arnaldo Xavier Junior
São Paulo - São Paulo - Brasil
23 textos (8312 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:10)
Arnaldo Xavier Junior