Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PENUMBRA

PENUMBRA
 
Penetram pelas frestas das cortinas,
sombras da tarde calma e sonolenta,
afagando devaneios nas retinas.
 
Chegam às conchas de minhas mãos unidas,
outorgando-lhes carícias não buscadas,
cobrindo os gestos com palavras distraídas.
 
São carícias que desatam pensamentos,
que provocam deleites, desalentos,
verdadeiros, abstratos ou sonhados.
 
A dor é certa, presente, irrevogável,
conseqüência ou não desta penumbra,
lugar de encontro e desejos sufocados.
Ceres Marylise
Enviado por Ceres Marylise em 31/10/2006
Código do texto: T278091
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ceres Marylise
Itabuna - Bahia - Brasil
38 textos (1653 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 09:59)
Ceres Marylise