Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nem todo mundo à você

Nem todas as gotas de orvalho estrangeiro
São como tuas lágrimas doces
Nascente em toda a magia eterna
Foz num rio, quase terno inteiro.

Nem cada verde talhado em degradê
Por, da divina mãe, suas mãos
Brota de sua fértil carne
Cresce e trota belo esculpido por você

Nem todas as mulheres brasileiras
Têm curvaturas de se admirar
Tampouco tamanha altura,
Sambar carioca, mineiras maneiras

Nem Eiffel, Louvre, ou alguém em Paris
Nehum perfume para requintar
Aroma  divino de folha e água
Natural da montanha é o que sempre quis

Nem todos os lugares que já vi
Com sua sombra, água ou mar
Nem todos em que já vivi
Com terra, pedra ou ar

Cada um com seu encanto
Mas nada como Maromba, Maringá
Você tem magia própria
Visconde (...) de Mauá
Marry
Enviado por Marry em 19/07/2005
Reeditado em 09/01/2006
Código do texto: T35588
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marry
Caçapava - São Paulo - Brasil
18 textos (5228 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 10:42)
Marry