Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

recordações de Lia

Era muito menino quando a conheci.
Mas desde cedo eu já sabia.
Por mais que fiz, não mereci.
O seu amor, seu carinho. Oh Lia.


As vezes fico a pensar. Falar sozinho, e,  refletir.
Não sei se fui tolo em te amar.
Mas em seus braços me descobri.
Ensinou-me tudo. Até beijar.


Fora  a primeira a me trair.
Me magoou sem me ferir.
Me feriu sem me marcar.
Me marcou sem machucar.


Bem me lembro daquele dia.
Que em seus braços me descobria.
Que o amor que vem de dentro.
Que povoa o pensamento.


Mas muito tempo se passou.
Nunca tive o seu amor.
Mas te quero bem .sem trair e sem mentiras.
Sentimento muito alem, pois, te quis quando não querias.


Hoje não dói o que doía.
Já não sinto o que sentia.
O tempo passou e te afastou de mim.
Mas as vezes lembro-me de ti. Oh Lia.




johnny ramos
Enviado por johnny ramos em 05/09/2007
Código do texto: T640148

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
johnny ramos
São Paulo - São Paulo - Brasil, 50 anos
27 textos (1378 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 21:37)