Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Frio da Janela

Corta-me a mão,
O frio da água,
Nas lidas domésticas.
O vento gélido,
Que adentra a janela,
Não congela, o meu pensar!
O movimento vai e vem,
Da máquina de lavar,
Comparo-o as batidas,
Da saudade que bate,
Ao coração descompassado,
Que sente a falta sua!
Uma música poética,
De um CD a rodar,
Lembra-me você!
Desisto da louça,
Esqueço a roupa,
Afasto-me da janela.
Venho pro sonho,
E me aqueço...
Na poesia dos meus versos!
E a pensar em ti!
SilScher
Enviado por SilScher em 25/09/2007
Código do texto: T667466
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SilScher
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
150 textos (9987 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 04:13)
SilScher