Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VIDA-RIO ou RIO VIDA

... É como se a vida corresse mansa
em rio sem corredeiras...
Assim queria minha vida se soltar,
Sem pedras no fundo, sem grotas
Ou fendas profundas, na esperança
De viver sem jamais me machucar....

Vida, vida essa, que tanto machucou
Um coração singelo e tão doce...
Despenquei na primeira cachoeira
Sem saber o que havia embaixo,
Deixei lá a primeira certeza,
Deixei lá  a ilusão primeira ...

Às vezes sem fôlego, sem ar,
Nadava a esmo em busca do amanhã.
E o amanhã era outra pedra, outra fenda
E delas saía machucada, mas ainda viva,
Com a esperança ainda latente
Ainda com uma força tremenda!

Vida, vida essa, agora me atiras
Num remanso de águas rasas...
Nas margens, onde há flores,
Ficaram as lembranças doridas,
Toda minha história, no rio longo
Onde depositei as minhas dores....

Vida, Vida-rio da minha vida
Vaguei até encontrar meu porto
Meu amanhã, o cais da plenitude.
O amanhã que é o hoje, aqui, agora
Em que agradeço cada pedra,
Cada fenda.  Vivo agora em beatitude...
Rachel dos Santos Dias
Enviado por Rachel dos Santos Dias em 26/09/2007
Código do texto: T668962
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rachel dos Santos Dias
Campinas - São Paulo - Brasil
342 textos (25368 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 10:10)
Rachel dos Santos Dias