Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SOBRE O TEMPO PERDIDO

UM DIA TIVE O TEMPO EM MINHAS MÃOS
PRA PERDÊ-LO EM INGÊNUA BRINCADEIRA
AGORA PROCURO EM UM DESERTO
O QUE TIVE COMIGO A VIDA INTEIRA

SE EU PUDESSE RETÊ-LO UM POUCO MAIS
EM MOMENTO DE INTENSA ALEGRIA
NÃO PROVARIA DO FEL O SABOR
MINH'ALMA NÃO SANGRARIA

POR ELE PASSAVA DISTRAÍDO
SEM NOTAR-LHE O SÁBIO SEMBLANTE
PUDESSE EU VOLTAR NO CAMINHO
A TANTO PERDIDO,SOMENTE UM INSTANTE

QUANTOS ABRAÇOS DARIA, QUANTOS SORRISOS
AOS AMORES PERDIDOS, PERDÃO
ÀQUELES QUE NUNCA TIVE,
PAIXÃO

À MINHA VÓ, DARIA COMPANHIA
MAIS BRINCADEIRAS À MEU IRMÃO
A MIM MESMO DARIA ALEGRIA
AOS MEUS PAIS, MENOS PREOCUPAÇÃO

MAS AS HORAS ANDAVAM APRESSADAS
E DEIXAVAM EM MIM, ESTRANHO PRESSENTIMENTO
UM DIA TEREI DE PROCURAR
UM TESOURO PERDIDO: O TEMPO

MAS COMO PUDE NÃO PERCEBER
QUE O QUE PASSA NÃO VOLTA MAIS
AS VOZES QUE ECOAM NO TEMPO
SÃO DAS SOMBRAS QUE FICARAM PRA TRÁS

NEM MAIS UM SORRISO
NEM MAIS AQUELE OLHAR
QUE EM MINHA ALMA AQUECIA
RIGOROSO INVERNO POLAR

PUDESSE EU VOLTAR NO TEMPO
E DE MIM MESMO APAGAR
MEMÓRIA TRISTE DE UM AMOR
QUE NUNCA PUDE TOCAR

EM MIM MESMO VIVIA EU
SONÂMBULO EM ESTRANHO LABIRINTO
BUSCANDO A SAÍDA PRA DOR
DE NÃO TER MEU AMOR VIVIDO

MAS OS DIAS CORRERAM DE PRESSA
E NO HORIZONTE AVISTOU-SE O SINAL
RUÍNAS, DECADÊNCIA,MISÉRIA
EIS O TEMPO...DO SÉCULO ÉS O MAL
fabiano muniz
Enviado por fabiano muniz em 23/11/2005
Código do texto: T75115
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
fabiano muniz
Santos - São Paulo - Brasil, 41 anos
44 textos (7451 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:20)
fabiano muniz