Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Borboletas

Numa fragilidade desconcertante
Uma borboleta baila em seu vôo
Beija o topo das flores
Extraindo beleza para os meus sonhos

   Não sei dizer se fica ou vai
   Como perceber o seu plano?
   O encanto das cores em suas asas
   Me entorpece num frenesi alucinante

Divago, vago em meus pensamentos
Onde vida tem um prazer diferente
Me vejo então num imenso jardim coberto de flores
Onde as borboletas se transformam em gente

   Nessa simbiose apoteótica
   Meu mundo de sonhos é o mundo real
   Borboletas, gente e flores
   Não fazem uso do punhal

Apunhalando-me os sentidos
Acordo para o mundo imaginário
Esse mundo caótico e sem flores
De gente que mata borboletas e vive como presidiário.
cacaubahia
Enviado por cacaubahia em 19/01/2006
Reeditado em 04/12/2008
Código do texto: T100979

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
cacaubahia
Londrina - Paraná - Brasil, 56 anos
334 textos (36460 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 08:51)
cacaubahia