Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Diante do Mar"


Sentei-me diante do mar,
praia deserta, madrugada.
Pensava em tudo e em nada,
as idéias em desalinho.

Meu coração pulsava,
feito uma bomba relógio
bem perto de explodir,
e eu indecisa: chorar ou rir?

Um misto de liberdade e leveza
tomava conta de mim.
Me fazia voar tão alto,
como a provar que o céu não tem fim!

Lá de cima, eu via a cidade,
Tão pequenina vista de longe...
sobrevoava uma ilha,
olhava bem perto o farol...

Alguns barcos, ainda nas águas,
a bordo, os seus pescadores,
trazendo o farto alimento,
sustento de suas famílias.

Que alturas!
Meu Deus, que distância!
Um eu ali, um outro eu lá.

Flutuava entre as nuvens,
que mais me serviam de carruagens,
Onde eu tranquila me encostava,
e feliz me deleitava.

Sonho ou pesadê-lo?
Voar e sobrevoar...
Seguia um doce chamado,
ouvia e ia, sem titubear.

Mas que era lindo, ah...isso era!
O sol já estava raiando, quando eu diante do mar,
extasiada me perguntava :
- Teria sido apenas quimera?

Eliana Braga
Gaivot@
16/07/05
Cps/SP


Gaivota
Enviado por Gaivota em 08/02/2006
Reeditado em 03/04/2006
Código do texto: T109238
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gaivota
Campinas - São Paulo - Brasil
115 textos (4906 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 15:04)
Gaivota