Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cidade Velha

Quem me dera poder desvendar das paredes
As lembranças que meus olhos afogaram
Velas acesas nas casas vazias
Poesias feitas a ninguém

Que segredos levariam os cavalos na madrugada?
Templos abertos e mulheres a venda
Flores em cabelos da cor do mogno
Tangos e vinhos
Mortos ou vivos poderiam responder?

Que segredos levariam os homens sorrindo de tristeza?
É essa falsa beleza que engasga-me os pensamentos
Que vai longe sem olhar para trás
Que bebe seco o vento
E atira suave no mundo

Oh mundo!
Terra negra de fúteis temores
Conjunto de cores que brotam
Nas faces dos seres designados humanos
Gabriela Malheiros
Enviado por Gabriela Malheiros em 14/02/2006
Código do texto: T111933
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Gabriela Malheiros
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 26 anos
15 textos (1006 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 02:16)
Gabriela Malheiros