Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ABORTO.

Marcello ShytaraLira
Sampa 13/04/2005

Sou um espírito que vaga sozinho
Dono de uma mente deturpada
Ocupante d’um corpo deformado
Aterrorizado pelos fantasmas da lembrança

Nem sempre fui assim sem esperança
Caminhei por essa Terra desarmado
Com estilo de vida amante amatutada
E Ébrio bebia no gral rubro vinho

Ao conhecer “personas” e suas máscaras
Várias... talhadas em mármore carrara
Anegrejaram minh’alma diáfana
Tornei-me inquilino da noite um só cana


Muito além de Charles Darwin
Para manter-me aqui adaptado
Tive que rugir bem mais alto
Antes que minha carne consumissem

A vitória não foi minha
A luta se travou e eu tinha
Que palitar os dentes como hiena
Para comer na delicadessem Viena

Fome não se vence. Mata
Não nasci para santo
Portanto logo escolhi o canto
E com as duas mãos cravei a faca

O sangue jorrou: fim da inocência
De uma sabedoria que era para ser
Canonizada pela imaculada benevolência
Mas fizeram da selva um mal-querer

E hoje sem rosto
Olho para todos
E tudo que vejo:
Meu aborto...

Marcelo ShytaraLira
Enviado por Marcelo ShytaraLira em 23/04/2005
Código do texto: T12658

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcelo ShytaraLira
São Paulo - São Paulo - Brasil, 54 anos
33 textos (1191 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 16:25)
Marcelo ShytaraLira