Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soturno(1)

   
   Goya como máscara negra
   Sortilégio de ampolas lunares
   sorvendo moléculas escrotais
   escorpiões arrombando memórias fantasmas
   veneno letal percorrendo veias luciféricas
   sangue epilético escorrendo de artérias marcianas
   cogumelo de Flandres sob a sombra esotérica de um cão
   coagulando gemidos no fosso da alma
   Allester Crowley urrando verborragia do inferno...
   
   
POETA SURREALISTA
Enviado por POETA SURREALISTA em 27/05/2006
Código do texto: T164219
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
POETA SURREALISTA
Alegrete - Rio Grande do Sul - Brasil, 46 anos
25 textos (2615 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:25)
POETA SURREALISTA