Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Memórias Urbanas(1)

   
   Memórias urbanas em minutos sangrentos
   Rimbaud tomando arsênico e vomitando putas
   deixando uma nódoa no céu de entranhas
   Cristo manco cuspindo mentiras
   em um espelho ressureto
   estigma de anarquista sepultado
   em cemitério de mil fracassos
   travestis usando vestidos angulares
   sob a máscara da beleza
   bêbados escoando o universo
   em forma de azul-néctar
   saltimbancos cortando mãos etéreas
   trems arrombando edifícios mascarados...

 
POETA SURREALISTA
Enviado por POETA SURREALISTA em 27/05/2006
Código do texto: T164251
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
POETA SURREALISTA
Alegrete - Rio Grande do Sul - Brasil, 46 anos
25 textos (2615 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 02:22)
POETA SURREALISTA