Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Soturno(2)

 
    "A noite era um caixão de fogo negro.As cores vermelhas
  de amém das preces sepultam-se nela..." Nelly Sach
 
   
   Triunfo da morte...
   Brueghel repatriado do inferno
   emátófilo devorando menino pagão
   ossuários de memórias fecais
   a Terra envolvida por um caixão negro
   córtex esmagado por gritos macabros
   necrotério de vultos lutuosos
   esquifes destilando sangue escrotal
   superfície negra sugando fósseis humanos
   caveiras dilaceradas por necroses mentais
   Rei demente desterrado...
POETA SURREALISTA
Enviado por POETA SURREALISTA em 01/06/2006
Código do texto: T167439
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
POETA SURREALISTA
Alegrete - Rio Grande do Sul - Brasil, 46 anos
25 textos (2612 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 16:54)
POETA SURREALISTA