Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

levárficednI

Como entender tuas desenfreadas fugas,
valeria a pena?
O que me consome partindo de ti,
nada mais é que um atrativo para inumeráveis dúvidas.
Desabo sobre memórias construídas à puro afeto,
solidão que visita e faz estrago...
Este vivente paralelo sustentado por ti,
parece surreal...
Desde o ar estranho "servido à mesa",
que fez crescente a incógnita névoa.
Uma hora vejo-te ir e sumir...
Outrora, facilmente se traz ao meu mundo o teu sorrir.
  - Bem, já passam das duas da manhã... onde você estaria agora?

Edwin Ataíde
Enviado por Edwin Ataíde em 02/06/2006
Código do texto: T167726
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edwin Ataíde
Santos - São Paulo - Brasil
29 textos (914 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 06:37)
Edwin Ataíde