Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VIDA LITERÁRIA

Escuto a máquina de escrever
da primeira tecla que bate
um pássaro dá meia-volta

voa para longe, das seguintes
um menino leva os dedos
à boca e chora

no meio de tinta azul
pintava um céu em círculos
à volta de um sol tranquilo

o pássaro que saiu voando
e o menino que ensaiou
na língua uma palavra azul

são o que hoje soa
da máquina de escrever
Amanhã por uma esquina

do teclado sairá
um homem que esconde
a sua noite por um prédio

num desvão calado
-E a poesia encerrará
as suas teclas mais tristes?

João Tomaz Parreira
Enviado por João Tomaz Parreira em 17/07/2006
Código do texto: T196153
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João Tomaz Parreira
Portugal, 69 anos
14 textos (761 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 00:51)
João Tomaz Parreira