Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DIANTE DO ESPELHO

Sou princípio e sou fim.
Alfa e ômega.
Sou ave Fênex
Que a cada dia renasce das cinzas.
Estou na solidão,
Acompanhada de muitas solidões.
Mesmo parecendo estranho,
Meu sangue é o produto da ressaca,
Lançada por todos os mares.
Nem sequer posso te dizer
Que estou presente em minhas contradições.
Nasci em mil pedaços,
Como imagem fragmentada,
Dividida em multi-cores.
Permita-me afirmar:
- Te deixo fora do contexto,
Onde escrevo estas linhas diferentes,
Pois a imagem que vejo no espelho,
É a minha própria cara!
Ayla Alvim de Paiva
Enviado por Ayla Alvim de Paiva em 01/08/2006
Código do texto: T207110
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Ayla Alvim de Paiva
Olinda - Pernambuco - Brasil
14 textos (270 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 01:54)
Ayla Alvim de Paiva