Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

IGNOTO AMOR ,IGNÓBIL PAIXÃO

Meu sentir;
Nunca sera ignóbil.
Para que a ignomínia,
Não domine meu ser.
Hoje sou ignoto...
Posso ser outro ao amanhecer.
Ignoto amor,para ti sou...
Por que anda assim tão ignóbil???
O que leva-á tal ignomínia???
Serás outra ao entardecer.
Ignota paixão...
És de uma crueldade ignóbil!!!
De ignomínias atitudes;
Que torna-a tão rude,
Será que aos "outros" tratas assim???
Não sei se antes ou durante;
Hoje és tão distante...
E,teimo em ter-lhe inteira,
Num crescente...dentro de mim.
E hoje???O que sou???
Um traste ignóbil...
Um farrapo ignoto...
Um prelúdio do fim...

Leilson Leão
Enviado por Leilson Leão em 26/09/2006
Código do texto: T250007
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Leilson Leão
Euclides da Cunha - Bahia - Brasil, 50 anos
950 textos (69225 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 15:00)
Leilson Leão