Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

APENAS UM PAPEL BRANCO

E me pergunto:
Quem ou o que é este papel branco?
Que largado à minha frente,
Posto, indolente,
Sobre a escrivaninha,
Na mão que é minha,
Se faz objeto de adoração?
Ah, quanta emoção
De olhar devotamente
Para o papel-branco à minha frente
E num esforço de mente,
Na inspiração do ser,
Daquele simples papel
Brotarem asas que ao céu
Meu sentimento vai enaltecer.

Ah, papel-branco
Dedo manco que sou!
Como fazer de você
Meu papel puro e perfeito,
Jeito alegre, sem defeito,
Um sonho de amor a dois?
Eu sou pequeno e frágil,
Mas com você ao meu lado
Meu papel e meu pensar
Escreverei lindas frases
Num coração muito ágil
Que sonha em sempre te amar.

Hoje e, lembre-se,
Eternamente nós!
Papel com escrita de amor.
Papel com escrita e sabor.
Me acompanhe!
Não me deixe a sós!
Alex Guima
Enviado por Alex Guima em 13/10/2006
Reeditado em 14/10/2006
Código do texto: T263754
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alex Guima
Eunápolis - Bahia - Brasil, 43 anos
177 textos (112771 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 00:03)
Alex Guima