Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Perdições



Perdemo-nos
Todos nos perdemos
Entre regras, suspeitas, erros, desacertos
Cognições incógnitas e incognitivas.

Os que nos conduziam
Perderam-se bem antes de nós
Escondiam
Suportando um sistema irreconhecível
Necessitado de muletas
Sabíamos, mas fingíamos desconhecer
O conhecido.

Alguns mais audazes
Propuseram questões atrozes
Mestre, isso não está correto
Para perder suas ancoras
À resposta insana
Quando se pedia mudanças no esquema.

Outros, muitos de nós,
Baixávamos nossas orelhas
Engolíamos seco, a pulso
E vendíamo-nos
Em nome de papeis, comendas, títulos
Ilusões a se formar em pó.

Amamos ao olhar no olho
tão insano quanto o nosso
de nosso parceiro de travesseiro?
Amamos ao enfrentar o riso
tão sano quanto não aí, não há
de nosso filho que melhor seria não ter sido parido?
Quanto amamos de nossos mestres
E quanto nos transformamos neles
E quanto deixamos de ser nós?

Não é u'a bandeira verde
Com salpicos de amarelo e azul
Não é
Mas é a faixa, amarelada
Dizendo assim
Vergonha
Cobardia
Agonia.

LLima
Luciene Lima
Enviado por Luciene Lima em 04/11/2006
Código do texto: T282352
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Luciene Lima
São Paulo - São Paulo - Brasil, 50 anos
11 textos (211 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 20:29)
Luciene Lima