Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem Título

(Mediant Mendigo/Flame eyes)
No momento em que pus-me a querer-te e fiz o que meu coração queria, entrei num jardim proibido. Do alto da varanda de minha casa olhei a rua mais tortuosa e paralelepípedos de estranhas formas geométricas. As rosas brancas de meu jardim floresceram e também as azuis. Eu vi você partir embriagado rumo a seu refúgio, com camisas, garrafas e incensos na mão. Ao amanhecer tornei-me a virgem negra após descobrirem nossas travessuras. Florescia uma luz em minha barriga. Olhares de pedra repreendiam meus vestidos curtos. O pudor tornava as caras bege e as auras cinza. Virgem negra, num palácio de “bois”*, espera seu herói de vermelho e verde, em sua magnitude branca e inquestionável impavidez vir em galopes lhe salvar.
Flame eyes
Enviado por Flame eyes em 03/10/2007
Código do texto: T679260

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Mahyná Cendon http://kreonte.blogspot.com/). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Flame eyes
Teresópolis - Rio de Janeiro - Brasil, 31 anos
56 textos (2331 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 00:22)
Flame eyes