Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As mãos...


Mãos benditas
que traçam linhas
que unem os corações
dos amigos sinceros e fiéis.
 
Mãos de pai
que acarinha os filhos
ainda que estejam distantes.
 
Mãos de amor
que afagam o ser amado
com a delícia das horas gozadas.
 
Mãos de poeta,
que traceja a vida em prosa e verso,
benditas sejam as tuas mãos
sempre.
 
E ainda que a tua vóz silencie,
tuas mãos dialogam com a sutileza
do canto mavioso dos anjos.
 
Vem poeta,
encantar a tua platéia,
que te assiste embevecida,
na mágica da vida e do amor,
em suaves entrelaces de paixão.
 
Sejas feliz poeta,
espargindo o perfume das tuas palavras
que dançam ao sabor das tuas mãos.
 
Se todas as mãos se unissem
numa ciranda de fraternidade,
os corações amanheceriam em paz
e todos seriam muito
mais felizes.
 
Santos, SP
07/03/06
06,00 hs.
*
Guida Linhares
Enviado por Guida Linhares em 07/03/2006
Código do texto: T119843
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Guida Linhares
Santos - São Paulo - Brasil, 70 anos
1939 textos (158419 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:35)
Guida Linhares

Site do Escritor