Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alm' ejos

"Não quero as honras,
pois nem sei se as mereço.
Quero somente os verbos bem polidos,
rimas quais engrandeço.
Não quero títulos nem rosas,
somente alegrias e sorrisos,
encantar com minhas prosas.
Quero tocar, não o horizonte,
tampouco o cruzeiro,
mas sim o seu humano
e o seu egoísmo costumeiro...
Quero um mundo piegas e de praxe,
repleto de fantasias;
não quero viver às cegas,
nem conviver em opacos dias...
Quero transparência disfarçada de soneto.
Quero o devido conselho
e a alma aberta em dueto.
Quero tocar, nada mais, as negligências
dos desleixados.
Com fé apagar antigas indolências,
resgatando valores inacabados...
R imar em desventuras
E lucidando o irmão
C ompartilhar
O s amores
N a
H ombridade
E m que lhes palpita o
C oração;
I ludir
M entes
E ntregues à
N ostalgias,
T ocando, tocando... As noites e
O s dias...

É, realmente... Quero o horizonte
e o cruzeiro...
Mas desejo de poeta não vale...
Se bem que este, juro, é o derradeiro!"
Andrea Sá
Enviado por Andrea Sá em 31/03/2006
Código do texto: T131705
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Andrea Sá
Irati - Paraná - Brasil, 26 anos
198 textos (7791 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 23:29)
Andrea Sá