Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Divagações


Minha vida é feita
de memórias vagas
que vêm e vão
como as vagas de um mar escuro
em escuras noites de verão.
Me arrumo como posso
buscando meu rumo
entre destroços de mil naufrágios
dos quais sobrevivi.
Nem tão frágil sou
me aprumo quanto rimo
calculando o prumo
do muro de arrimo
das rimas ocasionais.
Fiz a conta de meus anos
e nem todas as contas
dos colares das concubinas
contam minhas vidas, minhas sinas.
Os sinos tocam nas catedrais
construídas sobre meus ombros,
os escombros, as ruínas
se refazem a dada verso.
O que me garante um novo dia
é a certeza
de minha incerta poesia.

11/04/06
Mauro Gouvêa
Enviado por Mauro Gouvêa em 14/04/2006
Código do texto: T138984

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Mauro Gouvêa - www.recantodasletras.uol.com.br/autores/maurogouvea). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mauro Gouvêa
Alfenas - Minas Gerais - Brasil, 51 anos
432 textos (56516 leituras)
3 áudios (837 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:31)
Mauro Gouvêa