Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ALMA OUTONAL

As árvores despem-se de suas folhas
No raiar do outono.
Tiritam de frio e emoção...

Sento junto à varanda
A contemplar a serra
Descortinada no horizonte.

Matizes esverdeados desenham formas
Dão ares da natureza a festejar
Os sentimentos nascentes,
Em meu ser, neste momento...

Contemplo um amplo mundo
Que encerra beleza, perfeição...

Assim como as árvores,
Tenho a minha caducidade
Ficou a desnudar a alma...

Falo de mim...
Penso em mim...
Tento ser melhor...

Quero buscar, na força da natureza,
A energia necessária
Para fazer os que eu amo felizes...
Para compreender os que me maldizem...

Desnudo a alma,
Deixo-a livre de preconceitos
Imaculada e pura
Como oxigênio proveniente
Das folhas que caem das árvores
Na estação outonal.

Quero ser melhor
Bem melhor do que fui
Até hoje!
Denise Severgnini
Enviado por Denise Severgnini em 16/04/2006
Código do texto: T140190

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, criar obras derivadas, desde que seja dado crédito ao autor original (Denise de Souza Severgnini http://www.denisesevergnini.recantodasletras.com.br) e as obras derivadas sejam compartilhadas pela mesma licença. Você não pode fazer uso comercial desta obra.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Denise Severgnini
Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul - Brasil, 57 anos
11345 textos (916773 leituras)
16 áudios (8882 audições)
311 e-livros (34110 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:16)
Denise Severgnini