Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto


* TESTAMENTO HOLÓGRAFO
Guida Linhares


Um dia partirei desta para melhor
numa viagem rumo às estrelas
onde estarão me esperando
meus antepassados e amigos queridos

Lá brindaremos o reencontro
e teremos o infinito tempo
para prosearmos sobre
as circunstâncias da vida e da morte

Mas aqui deixarei testamentados
meus ultimos desejos
antes que meu corpo se transforme em pó
na grande cadeia alimentar
em que os bichinhos se saciarão

Para quem deixarei meu violão
eterno companheiro da juventude
em alegres reuniões musicais?
Para alguem que se delicie
em suas cordas e eleve a vóz,
voce quem sabe, pois quem canta
seus males espanta...

E o meu teclado que tantas vezes
martelo em suas teclas
em busca de sons e melodias
sei que meu neto adora,
e quem sabe será um grande músico

Ah, mas tem também os quadros,
cavaletes e pincéis
da minha fase artes plásticas
que durante anos me arrebatou,
talvez deixe pra você...
porque pintar é muito bom,
é expressão e relaxamento
com o gostinho de "feito por mim"

O que ainda não sei mesmo,
pra quem vou deixar tantos livros
companheiros fiéis desde a mocidade,
que me mostraram o mundo todo,
antes da cibernética,
quem sabe deixe para uma escola
para que as crianças sintam o prazer pela leitura
como tantas vezes senti,
em minhas horas solitáras.

Meu bangalô que moro há tantos anos
e que agora terei que deixá-lo
com o coração apertado,
ficará na minha lembrança,
então nem preciso testá-lo
eu o perdi antes da morte
embora pensasse que seria minha
ultima morada terrena

Bem, finalmente restam os meus escritos
aqueles que me envolveram
em prosa e versos,
nos inúmeros grupos de amigos do coração,
escritos tombados num mesmo espaço
Recanto das Letras

E os blogues que são casas virtuais
onde compartilho diariamente
nesta imensa janela do mundo
Delego aos amigos cada um deles,
feito com muito carinho e amor.

Nada mais tenho a testamentar
o dinheiro sempre foi muito bem utilizado
pois sua escrava nunca fui,
portanto prestou-se à sua utilidade
como metal que tanto atiça a ganância
quanto faz a felicidade
de quem sabe manejá-lo com bom senso

O que posso deixar com toda a certeza
a todos que se lembrarem de mim
é que na vida há que se ter
entusiasmo para prosseguir sempre,
garra para não fugir dos objetivos
ainda que pareçam intransponíveis.
alegria de viver sobretudo
e sentir que cada um de nós
é uma centelha divina abrigada
e que o Deus do nosso coração
sempre guiará os passos
e iluminará a senda

Mas não quero que chorem no velório
encham a sala de flores perfumadas
tragam músicos e cantores
afastem o caixão para um canto
e dancem alegremente
pois eu estarei partindo feliz
por ter comprido a minha missão
neste tempo e espaço

Será servido um cafézinho,
que é meu negrinho cheiroso e gostoso
quem não gostar tem água geladinha...rsrsrs

No epitáfio escrevam: Aqui jaz a Margarida
que sempre buscou a alegria
e encontrou a felicidade

Santos, 11 de junho de 2006 - 15:12 hs.
Margarida Salvadori Linhares
(Guida Linhares)


* Testamento hológrafo, o escrito, datado e assinado pelo testador
(Larousse Cultural, p.5662)

****

Guida Linhares
Enviado por Guida Linhares em 11/06/2006
Reeditado em 28/07/2010
Código do texto: T173752
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Guida Linhares www.guidalinhares.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Guida Linhares
Santos - São Paulo - Brasil, 70 anos
1939 textos (158402 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:36)
Guida Linhares

Site do Escritor