Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Oração ao novo amor

Os amores dos outros
São mais fáceis de entender
Porque com eles nada sinto, nada tenho que aprender
pois as historias de amor dos outros
são tão mais simples e naturais

Filmes que escolho o final
Cartas que respondo quando quero
Mensagens que deleto sem ler
Pessoas que nem noto existir

Já quando sou eu
que estou atada, escrava de um sentimento
vivendo de amarras e medos
torno-me um ser frágil, complicado, servil e perdido

a procurar na luz que renasce a cada dia
o brilho de um novo amanhã
pra dar alento a minha alma pagã

Peço então ao por de sol que me assiste:
Hás de colocar em minha vida
Um espelho de minha alma e minhas atitudes
Um ser alegre, de bom coração e pensamentos profundos
Que não me faça mal, que apenas queira o meu bem

Que eu reconheça este ser
E que eu o faça também plenamente feliz...

Muito Obrigada ao universo
por sempre ouvir minhas preces

Amén...
Adriana Alves (Poetisa Lancinante)
Enviado por Adriana Alves (Poetisa Lancinante) em 10/05/2010
Código do texto: T2248875

Copyright © 2010. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Adriana Alves (Poetisa Lancinante)
São Paulo - São Paulo - Brasil, 46 anos
77 textos (1932 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/06/17 04:19)
Adriana Alves (Poetisa Lancinante)