Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Arquivo

As palavras absurdas mascaram solidão
E agora quem é que vai chorar?
Choro com ele ao meu lado
Solidão?

Só as lagrimas são frias diante
Das faces quentes sob a noite
Mas sobre a noite quem fica ou fala??
Diz... Ninguém sabe me responder...

Pessoas machucam pessoas,
mas nem sabem o porquê
pode dormir, em seu véu embaçado;
em seu leito “abençoado”...
releia seu discurso improvisado.

Nem acredito, mas;
Ainda escuto
Suas palavras que velam meu sono
E as palavras transcorrem....
Andreia Batista
Enviado por Andreia Batista em 04/10/2006
Reeditado em 01/11/2006
Código do texto: T256336
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Andreia Batista
Salvador - Bahia - Brasil, 31 anos
23 textos (535 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 13:58)
Andreia Batista