Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"In Natura"

Ando livre pelos campos feliz a só sentir
cheiros de alecrim, grama e terra molhada
pássaros matreiros bem pertinho de mim
beijam meus cabelos e minha face lavada

Que delícia é maior que andar sôlta assim
minhas vestes rôtas  esvoaçam  na leveza
árvores e suas flôres na sintonia da beleza
pés descalços na terra de barro lambuzada

Suave brisa fremindo vai arrepiando meu corpo
eu agradecendo e sentindo vívida tal sutileza
que é tão simplesmente poder estar ao ar livre
imensa suavidade gratuita de tão pura boniteza

A natureza sublime que sutil exala vida preciosa
além do canto firme, a fala das folhas esvoaçando
os melros imitando colibris de forma tão graciosa
bem-te-vis, sabiás, canários lindamente versejando

Belo cenário sereno é meu refúgio deslumbrante
sinto-me plena; não canso e sempre me encanto
apenas na humildade desta vida louca esfuziante
em que eu necessito da terra, do verde e do canto.
Debora F
Enviado por Debora F em 08/11/2006
Reeditado em 08/11/2006
Código do texto: T285590

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Debora F
Arco-Íris - São Paulo - Brasil
106 textos (4533 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:19)
Debora F