Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Inexistencialismo

         Cala-te vida em mim
      És que sei...apenas instinto, mortal
         Biológico, animal
      Tua culpa, a inevitabidade de meu fim

         Faz-me máquina, organismo
      De GAiA...
 
         Agora... me diz que ameniza; ressarce?!...
           
      Teu PRAZER: preço alto demais
         pelo suplício de esquecê-lo
      De esquecer-me
     
      (Que a redundância me permita
       Viver, poeta em forma escrita
       
       O tempo em diante no dialeto
       Qual me carregue, por completo
         
       Até que morra a língua e o mundo
       Que, se interre todo grito profundo...)
Lara Loppes
Enviado por Lara Loppes em 15/11/2006
Código do texto: T292330
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lara Loppes
Campo Mourão - Paraná - Brasil, 29 anos
16 textos (393 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:16)
Lara Loppes