Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cogitações

A relva viçosa fenece
o perfume da rosa se esvai
o A começa o Z termina
a vida do homem até onde vai

Volta a origem ou se perde no espaço
passo a passO começo a pensar
voando sem rumO nas asas do vento
meu pensamento não pode alcançar

Onde chegar por tantos caminhos
com certeza no NINHO irei repousar
sem caminho a esmo em busca do TUDO
é diminuto meu caminhar

Levanto o nada da vida do mundo
no ABISMO FECUNDO o nada da vida tudo será
ivaldo de brito cavalcanti
Enviado por ivaldo de brito cavalcanti em 17/09/2005
Código do texto: T51160
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ivaldo de brito cavalcanti
Paulo Afonso - Bahia - Brasil, 65 anos
2 textos (1564 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 05:22)