Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Sopro

A vida é um sopro na venta, dilatado relance
que se exerce sem ciência de si e dos outros.
Tremor tênue de asa de vespa, de quironomidae
ou do pássaro do paraíso, com suas penas coloridas.

A vida é um vento que venta, errante.
E venta só porque é preciso.
E assim como o vento, não há vida diletante.
Toda vida faz sentido.

Mas há sim, a que se faz sopro ausente;
a que roça a fronte de um homem, tomado de amor;
e há a vida que reluz como um exato brilhante.

É preciso estar atento e forte.
Não temos tempo de temer a morte.

Pois um dia o sopro voa
como colibri furta-cor
que lépido e suavemente, entoa
do silencio, um sonido
para buscar o obscuro do limbo.

E o vento que ficar, sobrante
como a vida
irá soprar sem sentido.

Ricardo S. Reis
Ricardo S Reis
Enviado por Ricardo S Reis em 15/09/2007
Código do texto: T653397
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ricardo S Reis
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 59 anos
86 textos (2758 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 05:17)
Ricardo S Reis