Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Felicidade ao vento

                          Sopro de chama inusitada em magoas..
                        Em véus de crepe em um semblante amargo,
                          Pairam meu ser em uma noite sombria..
                         Voando em sonhos em perfeita sincronia.

                                  Luz benigna apalpa meu ser..
                               Sem ao menos me dizer  quem és..
                                    Atracando-me dentre paz..
                                  Sem deixar rastros ao destino.

                                      Dentre magoas e glórias,
                                  Em meio ao casulo eterno da vida,
                                Lá está todos sem ao menos saber..
                                  Saber o que é terno,será eterno?

                              Clarões de chamas penetram em magoas..
                                    E o que passou ficou perdido..
                                 Ao meio de sofrimentos e alegrias,
                                     Lá está ele a nos observar.
Lobo solitário
Enviado por Lobo solitário em 25/09/2007
Código do texto: T668273

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lobo solitário
Jaú - São Paulo - Brasil, 30 anos
37 textos (2941 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 06:35)
Lobo solitário