Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
MELHORES POETRIX - 2004
(eleitos no grupo poetrix@yahoogrupos.com.br) 


Cidade lírio
(Adriana Zapparoli)

líquida é a língua
duma cidade escorrida
de lágrima ou delírio 



d i m e n s i o n a l
(Aila Magalhães)

quando, enfim,
percebi o tempo,
uma sombra de duvida: vivi? 



i l u s ã o
(Aila Magalhães) 

levar a vida
a conjugar
o futuro do pretérito 



noi
(Aila Magalhães)

não fora esse olhar
de tamanha noite
como experimentar estrelas? 



Caravelas Tântricas
(Alex Reis)

Velas singram os ares
com chamas tremeluzentes:
na noite, descobridores de si. 



melancolia
(Antonio Carlos Menezes) 

à beira do rio
sou pássaro que canta
em lugares sombrios. 



que se freud (ad_ler & j_ung)
(Armando Leal)

in cesto te
ponto_meu
fa_lo me teu 



Minhas mãos
(Eliana Mora)

carente de letras
fecham-se - lentas.
E te leio, no escuro. 



Agenda cheia
(Eliana Mora) 

Marquei encontro comigo.
E - como sempre -
não fui. 



NOVOS LEMAS
(Goulart Gomes)

o povo no poder: nunca mais!
quero o poder no povo
saúde, pão e paz! 



Face a face
(Jucinéia)

o que queres?
:ocupar-me
já há vazio suficiente 



DESCOBRI-ME
(Kalos Scirssorhands) 

no espaço
entre tuas
palavras 




Deserto
(Kika Cardarelli)

a sombra jaz
minha consciência entreaberta
seca ao sol 



Vestiria seu corpo
(Lorenzo Ferrari)

Não sabendo que roupa usar
Quem sabe visto você
Aquilo que mais dentro tenho de mim. 



T R O C A
(Marcelo Marinho)

Daria os anos que me faltam
Por minutos em teus braços.
Não, daí eu ia querer ser eterno... 



insólito
(Márcia Maia)

um lampião
acende o sol
no fim da tarde. 



(Gr)ávida
(Marilda Confortin)

Pensa que tem
um rei na barriga
... e tem! 



Me/tri/fi/ca/ção
(Pedro Cardoso)

não são os seus versos,
e sim, o seu cheiro
que divide meu coração 



Do tempo
(Ricardo Mainieri) 

Contemplo o tempo
do alto de meus dias
e sinto alguma vertigem... 



(des)classificada
(Sweet Ragi) 

musa em desuso
aceita poeta
para uso e abuso 



Lilith
(Sweet Ragi)

O lápis desapontado
deixou escuro
o outro lado.
Movimento Poetrix
Enviado por Movimento Poetrix em 25/11/2006
Reeditado em 21/04/2011
Código do texto: T300818
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (AOS AUTORES). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
Movimento Poetrix
Salvador - Bahia - Brasil, 51 anos
90 textos (61577 leituras)
8 e-livros (3492 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 06:57)
Movimento Poetrix

Site do Escritor