Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
"Poetrix" 114 = Humortrix=

              Diálogo
Não sei se interessa
Um escorregador disse ao outro:
“Como os ânus passam depressa!!”

           Por Que Será?
Não sei o que deu na Maria
Terminou o namoro
Quando me viu de carteira vazia

             
Ah, o Passado...
No meu tempo não havia motel
Mas o sexo era tão bom
Com o traseiro mostrado ao céu...

              Ah, o Passado...II
Meu avô tinha muitos zelos
Ao ver moças subindo em bondes
E ele podia ver-lhe os tornozelos

                 No Presente
Coroa, mas de época moderninha
Hoje no fim do dia relembro
O quanto vi de calcinha

             Ah, o Passado...III
Gente saudosa do passado
As esposas dormiam de camisolão
Sexo? Pelo corte no pano, atravessado

             Ah, o Passado...IV
“Nunca vi minha esposa nua.
Juro que não.”
Vai ver era privilégio do Ricardão.

                No Presente
“Hoje em dia o despudor impera”
Diz o moralista inflamado
Sem imaginar como sua avó era

No Presente, Lembrando o Passado
Boné, bengala, óculos, dentadura
Nas mãos uma bengala forte
Pelo menos uma coisa dura...
Fernando Brandi
Enviado por Fernando Brandi em 29/08/2007
Reeditado em 29/08/2007
Código do texto: T628968

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fernando Brandi
São Paulo - São Paulo - Brasil, 70 anos
1392 textos (189293 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 05:38)
Fernando Brandi