Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MEU AMOR É TÃO DIFERENTE

Evaldo da Veiga


Meu amor é tão diferente, tão oposto,
 tão distante do amor dessa gente.

Tão meigo , tão junto, tão contente...

As vezes penso que não sou daqui.

Que estou aqui porque tenho amor, 
um amor suave, coladinho, independente...

Um amor que surgiu tão de repente, tão 
passado, tão presente...

Tão vital, tão ausente...

Que é a razão do meu ser, do viver.

Os motivos dos meus passos, dos descompassos,
 do andar centrado e débil também.

O meu coração se mantém sereno,
 pode vir à ruptura, porque meu amor é amor,
o inverso da loucura.

É a brandura do vento que toca,
 é a saudade que envolve, 
é o amor dos dois juntos,
 é a fuga da solidão.

Ele é um amor banal sem nada de material,
 busca o afeto na mulher simples
 e de propósito verdadeiro.

Um amor que eu sinto perdidamente,
 tão diferente de toda essa gente, 
no olhar profundo, numa frase não dita, 
mas sentida no abraço confuso, 
no beijo verdadeiro.

Que fez esse amor tão desejado,
 esse amor pra frente e quadrado, 
que evolui e contempla,
 que cala e que grita, que dá e evita, 
mas é um amor... eu sei, diferente...

Tão oposto ao amor  dessa gente!


www.recantodasletras.com.br/autores/evaldodaveiga

evaldodaveiga@yahoo.com.br



Evaldo da Veiga
Enviado por Evaldo da Veiga em 14/02/2006
Reeditado em 25/10/2011
Código do texto: T111759

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Evaldo da Veiga
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 73 anos
952 textos (313617 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 18:35)
Evaldo da Veiga