Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sentidos da Vida

Na juventude encantei-me com os que colhiam estrelas-do-mar e as devolviam às águas. Assim, também, com os beija-flores dos incêndios das florestas.
Tornei-me um deles, imaginando a multiplicação das mãos. Desencanto: as mãos traziam interesses diversos. Multiplicação dividiu-se em minúsculos pedaços. Alguns deles são do tudo que não fui.
Desencantei-me das mãos, das estrelas-do-mar, dos beija-flores e, principalmente de mim mesmo. Senti-me usado na inocência dos anos rebeldes.
Tornei-me cético, distante. Sangue sem pulso, conformidade, anulação dos meus dias.
Hoje novos olhos puseram-me novamente a devolver estrelas. Não só as do mar. Carrego sempre comigo o balde a apagar incêndios. Vejo graça nos beija-flores.
Não mais busco a multiplicação das mãos. Apenas a gratificação de encontrar algumas mãos que assim agem, com a espontaneidade e o compromisso de SER um nesse mundo, não apenas mais um no mundo.
Fases, assim como a natureza tem suas estações, vivemos nossas fases. Nos encantamos e nos desencantamos. Amamos e desamamos. Lutar contra as fases, é não experimentar a vida. O que vemos de adverso hoje, pode ser nossa referência amanhã. Mas , viver é experimentar... vivendo e experimentando e, aprendendo a viver. Mas que não nos alimentemos da paisagem, por mais linda que seja. A paisagem é um momento único, que já no momento seguinte será outra, por mais que você queira congelá-la. Vida é movimento. Experimente olhar as fotos, o movimento do olhar com que você a olha hoje é que lhes dá vida.
Aproveitar a caminhada, tirar peso de sua mochila. Obedecer a sinalização das placas para não se perder na mata. Mas, nunca deixar de trilhar aquele atalho que não tem indicação . Pode ser a diferença na sua caminhada. Mas, não há certeza. Certeza você só terá se ousar desafiar a trilha incerta. Nada garante que a caminhada será melhor, mas, pelo menos, nos dias da sua velhice, você não estará se cobrando pelo que não ousou enfrentar. Experimente ousar ou ouse experimentar. A vida é curta(assim dizem), logo, curta a vida com intensidade. Nada dá mais sentido à vida que o próprio sentir(do)... sentindo.
Muitas sensações e sentidos. Uma boa semana.





Mauricio Araguaia
Enviado por Mauricio Araguaia em 01/03/2006
Código do texto: T117346
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Mauricio Araguaia
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
9 textos (517 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:28)