Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Aprendendo a ler...

 
 
É com esta leitura silenciosa
que começo hoje o meu dia.
Tentando aprender
que preciso silenciar mais,
e não dizer tudo
o que vai pelo meu coração.
 
Sábias palavras
que nos conduzem à reflexão,
e que nos fazem ver
que se precisa controlar a ansiedade,
de por vezes tentar
falar, justificar,argumentar.
O silêncio é de ouro,
as palavras de prata, que podem empretejar
com o tempo que passa silente.
 
Assim silenciar para o entorno,
seria
o bálsamo das almas,
encontrando-se consigo mesmas.
 
O silencio pode ser poderoso
é um texto significativo que
contém esta dádiva
que muito diz da sabedoria
do bem viver e conviver,
com muita arte.
 
Suas palavras chegaram
num momento certo
para abrandar meu
coração meio que assim
desgostoso e irado.
 
Mas vamos tentar chamar a alegria,
para inundar e colorir o nosso dia
ficando todos juntos em doce companhia
desfrutando de uma excelente terapia
a da amizade cultivada em sintonia.

Santos, 15/03/06
09:22 hs.

Prosa poética inspirada pela leitura
do texto, oferecido pelo nosso amigo
Helder direto de Portugal ao
carinhoso Grupo Ex-pressão,
do qual participo com alegria.
 
O silêncio pode ser poderoso.
 
Pense em alguém que seja poderoso.
Essa pessoa briga e grita como uma galinha ou olha e silencia, como um lobo?
Lobos não gritam.
Eles têm a aura de força e poder.
Observam em silêncio.
Somente os poderosos, sejam lobos, homens ou mulheres, respondem a um ataque verbal com o silêncio.
Além disso, quem evita dizer tudo o que tem vontade, raramente se arrepende por magoar alguém com palavras ásperas e impensadas.
Exatamente por isso, o primeiro e mais óbvio sinal de poder sobre si mesmo é o silêncio em momentos críticos.
Se você está em silêncio, olhando para o problema, mostra que está pensando, sem tempo para debates fúteis.
Se for uma discussão que já deixou o terreno da razão, quem silencia mostra que já venceu, mesmo quando o outro lado insiste em gritar a sua derrota.
Olhe.
Sorria.
Silencie.
Vá em frente.
Lembre-se de que há momentos de falar e há momentos de silenciar.
Escolha qual desses momentos é o correto, mesmo que tenha que se esforçar para isso.
Por alguma razão, provavelmente cultural, somos treinados para a (falsa) idéia de que somos obrigados a responder a todas as perguntas e reagir a todos os ataques.
Não é verdade!
Você responde somente ao que quer responder e reage somente ao que reagir.
Você nem mesmo é obrigado a atender seu telefone pessoal.
Falar é uma escolha, não uma exigência, por mais que assim o pareça.
Se escolher o silêncio verá que, muitas vezes, ele pode ser poderoso...

[Autor Desconhecido]

Texto publicado como justificativa do tema abordado.

 
 
Guida Linhares
Enviado por Guida Linhares em 18/03/2006
Reeditado em 14/04/2006
Código do texto: T125026
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Guida Linhares
Santos - São Paulo - Brasil, 70 anos
1939 textos (158396 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:19)
Guida Linhares

Site do Escritor