Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Anjo

Sempre que me lembro quando lhe toquei, naquele dia que passou tão rápido quando trocamos olhares.  Eu não sabia lhe expressar o que estava sentindo...
Não sei se tu podes ver que por ti, pularia ao léu, de todos os presentes, o limite seria o céu.
E todas as pequenas coisas que passaram, são finalmente passado.
E não estou nem aí para quem me ouvir gritar, pois digo de todo o coração, que para sempre, para sempre eu vou te amar.
Não sei se tu podes entender, mas meu pequeno coração destruído só bate por você.
Espero que não ache que estou exagerando, nem inventando isso lá do fundo, mas é que quando te vejo, em meus olhos nasce sempre um novo mundo.
E eu quero que tu olhes em meus olhos de saudade, e tente mentir ao menos uma vez se nunca me amou assim de verdade.
E se meus lábios não puderem tocar os seus ao menos uma vez, morrerei, e digo adeus a quem sempre amei.


-Vinícius Neves
Poeta Errante
Enviado por Poeta Errante em 29/03/2006
Código do texto: T130241
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Poeta Errante
São Paulo - São Paulo - Brasil, 28 anos
2 textos (70 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:30)