Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ANDORINHAS

Símbolos da alegria e do amor incondicional
Do convívio perfeito em comunidade, sem cobranças nem distinções
Simplicidade no modo de levar suas vidas, ignorando preocupações
Coragem por se exporem aos perigos que as ameaçam
Liberdade por serem felizes, pois sabem que o céu é o seu limite.

Harmonia e amorosidade na forma com a qual se comunicam
Encanto puro, convertido em serenidade e alegria que contagiam
Carisma ao atrair a atenção dos humanos com suas coreografias celestiais
Alegres e soltas, como se tudo na vida fosse fácil
Despreocupadas... como se não houvesse amanhã.

Sempre voando satisfeitas, assim como crianças, como se a vida fosse uma eterna brincadeira
Pequeninas em tamanho, porém gigantes em humildade e doçura
Conexão perfeita com a natureza, ignorando maus tempos
Encontrando tempo para tudo e sabendo administrá-lo com extrema precisão
Numa sintonia de fazer inveja a qualquer ser humano.

Verdadeiras bailarinas, exibindo sua arte no maior palco aberto: o céu
Numa sincronia perfeita de movimentos suaves e graciosos
A ternura com que se conectam, comove até os mais frios corações
O entusiasmo do seu tão inspirado cantarolar, chega como música aos nossos ouvidos
Nos lembram anjos, querendo conosco se comunicar.

Isentas de vaidades, por terem certeza de sua perfeição
Frágeis na aparência, porém corajosas ao atacar um gavião
Fazendo da união a sua força
Usando a cooperação tanto no trabalho, quanto na diversão
Ocupando o mesmo espaço, sem necessidade de demarcações.

Andorinhas... um exemplo perfeito de vida solidária e harmoniosa em comunidade.
Um exemplo de que o respeito e a união fazem a força, sem haver necessidade de guerras.
Um exemplo de que a humildade e a simplicidade podem nos fazer voar mais alto do que pensamos.
Um exemplo de que com amor e carinho, pode-se conquistar qualquer espaço.
Um exemplo de que ainda temos muito a aprender para alcançar a tão sonhada felicidade.

E a ironia desse sonho de felicidade, é que as respostas estão soltas no ar, voando pelo céu azul, enquanto nós procuramos uma felicidade ilusória, que vem, mas logo vai embora.
Temos que parar de olhar para o chão, ou para nossos próprios narizes, e passar a observar o céu, voltando nossos olhos para os sinais Divinos da verdadeira felicidade que Ele deixou
gravados na natureza.

Dê-se um tempo... observe as andorinhas e compreenderás o segredo da felicidade pura e simples, porém completa e eterna!

BEA
Enviado por BEA em 29/03/2006
Código do texto: T130694
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
BEA
Curitiba - Paraná - Brasil
19 textos (39774 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:37)
BEA