Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor Unilateral



O meu sorriso mais lindo eu ri pra ela,
Sabe o que ela fez? Só fez ignorar.
A minha mais linda poesia dediquei a ela,
Disseram que ela leu, mas não quis comentar.
O meu sonho vivo de Amor eu sonhei por ela,
Enquanto eu lhe contava, me disse, pra eu acordar.
O melhor lugar no meu coração ofereci pra ela,
Ela disse ter pressa, que não queria entrara.
Com meu olhar mais apaixonado, olhei pra ela.
E quando viu meus olhos, só fez os seus baixar.
Minha mais linda canção, eu compus pra ela,
Mandei-lhe num CD, que ela não quis tocar.
Montei arquivo de fotos que enviei pra ela.
Ela abriu uma vez, mas foi pra deletar.
E a minha lagrima mais triste correu por ela.
E ela nem um lenço, me deu pra eu enxugar.
Daí tomei atitudes, cansado de me magoar,
Mentindo pra minha emoção, fechando o meu coração.
Arranco com dor cada espaço pra ela não mais ocupar,
Dói demais cada minuto, a cada segundo um corte,
Meu peito é coberto de chagas, cicatrizes vão ficar,
Por quanto tempo não sei, tenho medo de pensar,
Então escrevo a poesia, essa que você lê,
Em cada tecla uma lagrima, sentida com grande dor,
Cada espaço é um soluço, cada palavra um choro,
Meu ser fica de dor tomado, é pura a minha emoção,
Cegos meus olhos ficaram, não conseguem mais olhar,
Pra ela que já foi um dia uma luz a me iluminar.
Surdos estão meus ouvidos, nada dela quero ouvir,
O que soava como sinfonia, agora não quero escutar.
Endureci minha a minha voz, com ela até posso falar,
Mas coisas e amenidades, de amor nada a pronunciar.
O Encanto virou desencanto, a alegria se tornou pranto,
E assim vou encerrar, esta minha poesia vadia,
Desejando sorte a ela, na procura do seu grande amor.
Abro meu coração pra que saibam, quanta dor produz a paixão.
Em breve vou passar por outra, minha vida foi feita pra amar,
Agradeço por sua atenção por ouvir-me com emoção.
Vivo, nascendo de novo,  sou feliz na vida que tenho,
Pois muitos tudo tem na vida, riqueza, poder e saber.
Eu que nada disso possuo, amo tudo que eu possa ter

Zoiudo
Enviado por Zoiudo em 03/04/2006
Código do texto: T132889
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zoiudo
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 60 anos
82 textos (5736 leituras)
11 áudios (1362 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 01:26)
Zoiudo