Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Made in Brazil!

Não me peça pra ser fria, calculista e realista. Não me peça pra ser forte, pra rir na hora da morte; pra crer que o amor é questão de sorte. Não! Não me peça pra correr, pra olhar sem temer, pra sonhar sem crer. Não me peça para boiar, quando eu sei que posso no meu sonho mergulhar; não me peça pra esquecer dos valores que aprendi e apagar da minha vida, as páginas que escrevi; Não me peça pra esconder verdades, pra cobrar pela amizade, pra mentir em nome da vaidade. Não! Não me diga que esqueceu, que provou e não gostou, que sonhou mas acordou, que acreditou, depois viu que se enganou. Não me diga que seus olhos mentiram, quando te mostraram tantos outros que te sorriram. Não me diga que meu coração cresceu, que do mundo se perdeu; não tente me fazer crer, que a esperança foi quem morreu e não o seu sonho quem adormeceu. Não! Não me diga é hora de acordar, que a realidade é impossível de mudar, que a indiferença é quem vai reinar; Não me peça para cantar nesse coreto, quando sei que na vida tudo tem conserto; Não me venha com as mãos vazias, dizer que lhe roubaram a alegria, que lhe negaram a fantasia; Não me diga que a felicidade, é uma invenção, um consolo pra razão, uma poeira de ilusão; não me aponte perdas como motivo para desistir, quando tenho tantos outros pra sorrir. Não me diga que estou louca, quando permito que vejam minh'alma sem roupa, meu coração sem proteção; Não me diga que os ensinamentos da vida, serão carimbados feito marcas de ferida; que a dor é sempre mais intensa que o amor; que lágrima é sinal de fraqueza; que amigos não constroem fortaleza. Não tente me encaixar em seu modelo de coragem, em seu padrão de emoção, em seu ideal sem paixão. Não me peça pra mudar. A sua noção de realidade não casa com meu sonho de liberdade, não sabe brincar com fantasia e desconhece a alegria. Para você sou pedra bruta, para tantos outros, jóia rara. Sou acima de tudo, coração que chora, vida que pulsa, esperança que se renova, sonho que se vive, sou filha dessa terra Mãe Gentil! 

Meu coração baby,  was made in Brazil!



Sandra Mara
Enviado por Sandra Mara em 04/04/2006
Reeditado em 30/11/2007
Código do texto: T133358

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sandra Mara
Estados Unidos
84 textos (12086 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 21:57)
Sandra Mara