Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O INFERNO EM NÓS

    Estranho como que algumas vezes nos sentimos meio que sozinhos, sem rumo e providos de uma insegurança tal que, nos coloca em um invólucro, numa espécie de casulo que nos isola do mundo. E assim, meio que num surto repentino, nos vemos sós em relação a tudo e a todos.
    Por mais que nos esforcemos, que busquemos eliminar esse sentimento de abandono, de angústia, só nos aprofundamos mais nele. Na rua são sempre as mesmas pessoas, os mesmos rostos estranhos, enrugados e corroídos, semblantes de uma vida sem sentido, transeuntes que mais parecem formigas a baterem cabeça. E, a simples idéia de sermos mais um nessa gigantesca nuvem nos apavora, a ponto de num silêncio profundo soltarmos um grito de socorro, um grito que nos torne averso, reverso ao que somos.
    E o que há de mais assustador nesses momentos é que mesmo as pessoas que amamos e conhecemos, passam também a serem estranhos e responsáveis pelo vazio que ora nos invade.
    Culpamos sempre os outros por nossos temores, nossas tristezas e incapacidade de compreender nossos desajustes, nossa complexidade ou mesmo o inferno que há em nós.
    Cotidianamente, relutamos em não aceitar a humanidade e o direito de errar, nos alimentando com um orgulho bobo e uma individualidade mesquinha, dando assim, vasão ao superior que não há em nós.
    No fim, a constatação de que somos no fundo, todo um turbilhão de emoções num pequeno caração absorvendo tudo o que não é nosso, expulsando tudo o que mais nos faz ser.
    Somos muitas vezes, como que água a correr entre pedras, barco a deriva. Somos a água escura e taciturna em meio a solidão do rio. Por vezes, o céu em nós, outras o inferno.
Rivelino Matos
Enviado por Rivelino Matos em 12/04/2006
Reeditado em 15/12/2007
Código do texto: T137883

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rivelino Matos
Euclides da Cunha - Bahia - Brasil
124 textos (6775 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:33)
Rivelino Matos