Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
MORRE UM EMBRIÃO

Parecia que ficávamos cada vez mais amigos
Era tudo o que eu gostaria.
Começávamos a estabelecer vínculos
Eu te contava sobre o meu dia-a-dia,
Contavas que sonhaste comigo.
Às vezes, gestos carinhosos de solidariedade.
De vez em quando nos víamos,
E seguíamos
Comprometidos com a verdade,
Na esperança de que seria possível uma realidade
Diferente de tudo o que já vivemos.

Confesso que a espera me angustiava
Sinais positivos sempre chegavam pela metade.
É óbvio que me cansava.
Já te vi alegre, animado
Triste, irritado.
Ora chegavas em paz,
Às vezes aparecias guerreiro.
Já ficaste ali sem nada falar
Já tive a impressão de estarmos juntinhos,
Mas também me tiraste o chão.

Por fim, mandaste um sinal.
Não era o que eu queria,
Nem sei se é bom ou mal,
Justo ou injusto.
Talvez seja apenas um sinal...
De alerta.
Se não estavas brincando,
Querias que eu soubesse
Que não mais te encontraria.
Sandra Fayad Bsb
Enviado por Sandra Fayad Bsb em 19/04/2006
Código do texto: T141839
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre a autora
Sandra Fayad Bsb
Brasília - Distrito Federal - Brasil
627 textos (217468 leituras)
31 áudios (8758 audições)
5 e-livros (3474 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:38)
Sandra Fayad Bsb

Site do Escritor