Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

UTOPIA?

Fatídico mundo onde em muitos imperam a discriminação.
Ato torpe de apartar, segregar e buscar separar
As formas de comportamentos que evolvem através dos tempos.
Segregação de deficientes físicos.
Homossexuais, quer sejam “gays” ou lésbicas.
Portadores de transtornos emocionais.
Negros, índios, mestiços.
Que não tiveram culpa de nascerem assim.
Afinal, são todos descendentes de uma mesma espécie.

Homo sapiens (homem que sabe)
Que em sua grande maioria
Dizem-se Judeus
Cristãos
Budistas
Hinduístas
Islamitas
E tantas ramificações que desses Credos básicos brotaram.
Que se dizem baseados no amor.
Que amor?

Não será o amor paciente?
Não será o amor bondoso?
Não será o amor sem inveja?
O amor não é orgulhoso!
O amor não é arrogante!
O amor não é escandaloso!
Não busca seus próprios interesses!
Não se irrita!
Não guarda rancor!
Não se alegra com a injustiça!
Contenta-se com a verdade!
Tudo desculpa.
Tudo crê, tudo espera e tudo suporta!
O amor jamais acabará!

Assim fala São Paulo e tantos outros sábios.

Confundimos Amor com paixão,
Atração entre sexos.
Esta é limitada pelo tempo,
E hormônios desencadeadores.

Onde está o Amor em sua pura essência?
Será que o praticamos?
Se o praticássemos teríamos guerras?
Segregaríamos nossos irmãos da mesma espécie?
Se não acreditamos num ser criador de todas as coisas!
Sejamos pelo menos humanistas.
O verdadeiro Homo sapiens!
Ou será isto uma utopia?


27.04.2006
Tadeu Costa
Enviado por Tadeu Costa em 26/04/2006
Código do texto: T145930
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tadeu Costa
Recife - Pernambuco - Brasil, 73 anos
97 textos (7724 leituras)
2 e-livros (226 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 06:26)
Tadeu Costa